Whey protein, porque tomar?

Gente, antes de começar a falar do whey, queria contar para vocês com a maior alegria que a Pri minha nutricionista é a mais nova colaboradora do blog! Já até fiz um post sobre ela (veja aqui) porque ela é fera, e como o pessoal sempre me pergunta muita coisa sobre suplementos, dietas e afins, pois sou fanática por essas coisas, rs, resolvi convidá-la para esclarecer nossas dúvidas. Ainda mais na era em que os “salad creations” vem invadindo as praças de alimentação, os biscoitos “Equilibri” as gôndolas de supermercado e as academias invadindo o país!

 E vamos começar a tagarelar sobre o whey protein, pois a galerinha que inicia na academia ou até quem faz há muito tempo tem sempre aquelas dúvidas: porque tomar? Faz diferença? Qual o resultado? etc. E vamos ao que conversei com a Pri:

 O whey nada mais é que um dos principais tipos de proteína encontrados no leite, porém em pequena quantidade. Quando o leite é transformado em queijo, o soro desse leite é filtrado e separado. O resultado é o whey, uma proteína de altíssima qualidade.

 Segundo a Pri, hoje essa proteína é considerada a mais completa nutricionalmente, e consegue ser absorvida rapidamente pelo corpo, além de ser prática para usar no dia a dia (realmente às vezes tomo até no carro). Por conta disso é o suplemento queridinho no mundo todo, estando no topo da lista dos favoritos! E com certeza é o suplemento mais popular e consumido nas academias, geralmente com o objetivo de aumentar a massa muscular.

O whey protein, contribui com o aumento da massa magra e melhor recuperação muscular e essa é sem dúvida sua propriedade mais conhecida e comprovada cientificamente.

 Além da suas funções principais já serem “mara”, várias propriedades são atribuídas ao produto e estudos recentes têm demonstrado outros efeitos como fortalecimento do sistema imunológico, aumento da longevidade, redução do colesterol e controle do crescimento de tumores.  E ainda pode ser usado para auxiliar nas dietas de emagrecimento, pois da bastante saciedade e aumenta o metabolismo.

 E ai, como tomar o whey?

A maneira que a Pri mais indica e que eu adoro, é misturar o whey com leite e achocolatado logo após o treino, pois essa mistura fica bem completa, contendo os nutrientes mais importantes para esse momento: proteínas de rápida absorção (whey protein), proteínas de lenta absorção (leite) e carboidratos de alto índice glicêmico (achocolatado). E ainda fica uma delícia, eu misturo uma dose de whey (que é a quantidade mais indicada) + 2 colhres de sopa de leite em pó Molico e 2 colheres de sopa Toddy, isso mesmo Toddyyy, uma delícia!

 Só que isso não vale para todo mundo, depende, se a pessoa for almoçar ou jantar logo após o treino por exemplo, é melhor consumir whey em outro momento, pois a proteína da refeição mais o whey podem ser muita proteína de uma vez e o organismo não é capaz de absorver tudo. Já se for para tomar durante o treino é melhor que seja diluído em água para evitar desconforto gastrintestinal e garantir uma absorção mais rápida. Em algumas situações também pode ser consumida pré-treino, enfim, existem diversas possibilidades e fatores que variam de pessoa para pessoa como: objetivos pessoais, peso, tipo de treino, etc. além das características da dieta, que devem ser cuidadosamente avaliadas por um nutricionista. Depois dessa avaliação, o profissional saberá orientar individualmente a quantidade, o momento e a forma como deve consumida.

 Perguntei pra ela se tem diferença na maneira de consumir entre homens e mulheres e o que ela disse é que em geral a principal diferença é a quantidade e o tipo de whey indicado para cada um.

 Como esse produto é o queridinho do mundo, existem diversas variações entre eles e a principal diferença entre os tipos de whey protein são: a forma de extração e concentração da proteína (whey isolado, concentrado, hidrolisado, microfiltrado, etc), a velocidade de absorção, a presença ou não de carboidratos e a adição de outros componentes como vitaminas, minerais, fibras, ômega, etc. E para saber qual desses é melhor para você é importante a avaliação de um nutricionista para escolher o mais adequado.

 E ao contrário do que pensam por aí, não é só a turminha da academia que pode tomar, Pri recomenda para quase todos os seus pacientes/clientes, visto que é um alimento que auxilia em diversos processos metabólicos, desde melhora da flora intestinal a prevenção e controle de doenças cardiovasculares. A diferença é que para que treina ela considera quase obrigatório o uso de whey.

Não existem contra indicações, salvem-se raríssimas exceções como disse a Pri, mas é importante ficar atento a quantidade ingerida, pois se consumido em excesso, o whey protein pode sim sobrecarregar os rins, que precisam trabalhar dobrados para eliminar o excesso de resíduos tóxicos produzidos pelo organismo.

Além disso, já está comprovado que a partir de uma determinada quantidade, não adianta consumir mais proteínas que isso não trará um benefício adicional em relação aos resultados.

A recomendação diária de proteína varia entre 1 e 2 gramas por quilo corporal, sendo 2g/kg é recomendado para quem treina pesado como atletas de alto nível. Ou seja, uma mulher de 60 quilos pode consumir até 120 gramas de proteínas por dia.  E essa quantidade pode ser facilmente atingida com o consumo de ovo, carne magra, queijo e leite desnatado e grãos (soja, quinoa, grão-de-bico), por isso é tão importante a avaliação de um profissional.

Gente, acho que não restam dúvidas do quão importante é tomar whey para quem faz exercícios, além disso, comprovo que desde que comecei a tomar senti muita diferença nos resultados! Não vivo mais sem o whey!

O nutricionista é o único profissional habilitado para modificar sua dieta e prescrever corretamente suplementos alimentares.

 Mais sobre a nutricionista.

Priscila C. Crivelaro – Nutricionista – CRN3 28693

–  Graduada pelo Centro Universitário São Camilo.

– Especialista em  Nutrição Esportiva – Universidade Gama Filho;

– Curso de suplementação nutricional – Escola de Educação Física e Esporte – USP;

– Curso de aperfeiçoamento em Prescrição de Vitaminas, Minerais e Fitoterápicos – Instituto da Saúde Integral;

– Está em constante aperfeiçoamento, participando de workshops, congressos e cursos na área de nutrição e atividade física.

– Pós graduanda em ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTRIGENÔMICA:IMPLICAÇÕES PRÁTICAS NA NUTRIÇÃO CLÍNICA E ESPORTIVA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s